17/02/2016 por Roberio Lessa

Riquezas da história em museu cearense

O Museu de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri (Urca), localizado em Santana do Cariri (CE), é referência mundial para o estudo da paleontologia

DSC_4086O Museu de Paleontologia da Universidade Regional do Cariri (Urca), localizado na cidade de Santana do Cariri, na Região do Cariri, ao Sul do Ceará, tem em seu acervo mais de três mil peças, sendo o primeiro acervo de fósseis do País que está em estudos para seu tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Nacional (Ipham).

Criado em 18 de abril de 1985, e inaugurado no dia 25 de julho de 1988, no ano de 1990 sua administração ficou sob a responsabilidade da Urca, e é hoje referência mundial para o estudo da paleontologia, e está implantado onde existe uma das mais ricas jazidas de fósseis do mundo do período cretáceo.

Com a tutela da universidade o equipamento foi ganhando maior respaldo científico dado à implantação de um núcleo de pesquisa e extensão e, em 1997, com a implementação do Complexo Paleontológico da Chapada do Araripe, o museu aproximou ciência e cultura.

Reconhecida historicamente como berço da paleontologia do Brasil, a região da Bacia Sedimentar do Araripe, onde está situada a Formação Santana, há muito vem sendo objeto de estudos científicos.

DSC_4092O material fóssil encontrado no solo cearense é imenso, e em algumas amostras fora encontrado até mesmo o tecido mole de peixes fossilizados. Na região da Bacia Sedimentar do Araripe são encontrados diversos tipos de fósseis de origem animal e vegetal, que vão desde os troncos petrificados, as impressões de plantas, moluscos, crustáceos, aranhas, escorpiões, insetos, tubarões, raias, peixes ósseos, tartarugas, lagartos, pterossauros e dinossauros.

DSC_4156A importância do estudo da Paleontologia levou o Governo do Estado do Ceará a investir na implantação do Geopark Nacional do Araripe . No total foram R$ 800.000,00.

O projeto do Geopark Nacional do Araripe contempla a instalação de sete geotops, ou seja, sete pontos de observação para os visitantes, localizados nos municípios de Santana do Cariri, Nova Olinda, Juazeiro do Norte e Missão Velha. Além destes também haverá 59 geocites, que são sítios, nos quais poderão ser feitos estudos e pesquisas sobre paleontologia. Os geocites ficam localizados nos municípios de Crato, Barbalha, Milagres, Abaiara, Mauriti, Jardim, Santana do Cariri, Nova Olinda, Juazeiro do Norte e Missão Velha.

1O Geopark Nacional do Araripe é o primeiro do continente americano e do hemisfério Sul e vai incrementar o turismo ecológico e paleontológico na região do Cariri. Atualmente, existem 33 geoparks, todos localizados nos continentes europeu e asiático. Só a China possui 12 geoparks.

Os fósseis encontrados na região permitem reconstruir uma das fases mais importantes da história da Terra, a separação do continente primordial de Gondwana, ocorrida há mais de 120 milhões de anos, quando surgiu o Oceano Atlântico e a divisão dos continentes da África e América do Sul, após comprovação da existência de espécies de peixe de água doce no Gabão e no Ceará.

Sobre o horário de funcionamento do Museu de Paleontologia.
O Museu de Paleontologia da Urca funciona de terça à sábado, das 8h às 16h, e aos domingos, das 8h às 14h. É necessário agendamento prévio para a visitação em grupo, que pode ser feito por telefone (88 – 3545.1206). O endereço é: Rua José Augusto, 326, Santana do Cariri – CE, 63190-000

Fotos: Robério Lessa e Camila Lessa

Notícias relacionadas

Deixe aqui seu comentário