• 27/01

    Quando o silêncio grita e cura

    Parar tudo para ouvir a própria respiração nos faz viajar para dentro de nós mesmos. Você se observa dentro das situações e é capaz de transformá-las pelo simples fato de transformar a si próprio. O que só confirma o famoso clichê “somos nós que damos importância demais as coisas que não merecem tanta importância assim”. Permita-se respirar. Permita-se silenciar.

  • 13/01

    A importância da memória afetiva

    Revisitar o passado, com seus sabores, cheiros e personagens, nos permite realizar uma viagem dentro de nós e, mais além, planejar a próxima viagem com ainda mais clareza.

  • 06/01

    Como celebrar o ano novo todos os dias

    Janeiro traz consigo a grande responsabilidade de vestir o figurino do recomeço. Do ano, dos planos, dos sonhos. Por que não dividir essa responsa com os outros meses também? Com o dia de hoje? A maneira de planejar e de realizar diz muito de nós, que, não por acaso, vivemos recomeçando também.

  • 16/12

    Quando a conversa chega na cozinha

    Cozinhar até pouco tempo atrás era coisa de mãe, de avó e muitas vezes apenas da “secretária do lar”. Hoje é nítido o crescimento do interesse na cozinha por jovens, com ou sem filhos, por pessoas que mal têm tempo para si por conta do trabalho. Eu vivo exatamente isso. Cozinhar acabou virando um prazer.

  • 05/12

    Correspondência em tempos modernos

    Uma carta extraviada pelos correios gerava uma agonia danada em quem deixou de recebê-la. Hoje, cartas são extraviadas sem nem precisar serem postadas, basta sua intenção não chegar ao destinatário. Quantas cartas nós mesmos extraviamos todos os dias?

  • 28/11

    Segunda-feira: vilã ou mocinha?

    Geralmente publicada às sextas-feiras, a coluna experimenta colocar os cachos aos ventos em uma segunda-feira. Conhecida como o pior dia da semana, como um martírio para muitos, como recomeço para outros. Como podemos ver e viver uma segunda-feira única?

  • 18/11

    É possível ser Gentil nessa correria?

    Passamos pelo dia da Gentileza recentemente e me peguei pensando em como algo tão vital para a boa convivência em sociedade precisa ter um dia oficial, para lembrá-la, praticá-la e, convencer de que é melhor ser gentil do que rude.

  • 11/11

    5 coisas que jamais serão acessadas pela internet

    A necessidade de vigiarmos o uso que fazemos da internet no nosso dia a dia e nas nossas relações. Claro que temos muito o que comemorar e beijar quem inventou o google, o gps, o aplicativo do banco, o whatsapp, o facebook. Temos mesmo? Ou alguns merecem beijo e outros apenas um aperto de mão?

  • 04/11

    A música e sua participação essencial

    A música é capaz de nos fazer viajar sem sair do lugar, para um lugar específico, para um momento que já passou, pode nos lembrar pessoas, festas, coisas. É capaz inclusive de nos tirar de um sofrimento pontual, de aliviar dores de cotovelo (ou de ressignificar essas dores), de mudar nosso humor, estado de espírito. O poder que um conjunto de acordes pode causar é infinito.

  • 28/10

    Como manter a fé no ser humano intacta?

    Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido se não tocarmos e compreendermos o coração das pessoas e fazer diferença de alguma forma.