29/07/2016 por Norteando Você

Em Curitiba, família vende chocolates para custear tratamento de criança com câncer

Família criou a página no Facebook “Dudu é meu herói” para divulgar a venda dos doces e custear o tratamento do menino

dudu

Para custear o tratamento do câncer de Dudu, os pais passaram a vender chocolates (Foto: Reprodução/ Facebook)

Com apenas três anos de idade, o pequeno Eduardo, que mora em Curitiba, no Paraná, é um verdadeiro guerreiro. Diagnosticado com um tipo de câncer que atinge as células dos músculos, o pequeno conseguiu fazer uma cirurgia para a retirada do tumor, localizado na região do abdômen. Para pagar o tratamento, a família do garoto passou vender chocolates.

Mesmo com o plano de saúde, os custos da internação de Eduardo e o para a retirada do tumor foram acima do esperado. Os pais do menino tiveram que deixar seus empregos para cuidarem do filho, que teve de ficar no hospital fazendo o tratamento.

Foi então que a mãe da criança, Letícia Bressan, teve a ideia de vender doces, e contou com ajuda de mais três amigas para ajudar na tarefa. Dessa forma, conseguiram pagar os remédios de Dudu.

Facebook

Para divulgar o trabalho e conseguir mais encomendas, Letícia e as amigas criaram a página Dudu É Meu Herói no Facebook. Os doces vendidos são brigadeiros, em que uma caixa custa R$ 10, apenas em Curitiba. Contudo, quem quiser ajudar o Dudu pode fazer doações em dinheiro .

b

A caixa de doces custa R$ 10, apenas em Curitiba (Foto: Reprodução/Facebook)

A página já conta com mais de quatro mil curtidas  e está dando certo para as encomendas. A família de Dudu não para de receber pedidos e mensagens positivas.

Custos

Por sorte, o menino já conseguiu a liberação do remédio que precisa por, pelo menos, três meses. Entretanto, a continuidade é incerta; dessa forma, a venda dos doces prossegue até que os demais custos sejam pagos.

Em uma postagem feita na página, a família agradece a solidariedade que está recebendo. ” Queríamos agradecer de coração por toda a repercussão que a nossa pagina teve. É muito bom ver que nos dias de hoje existem pessoas que ainda pensam em ajudar o próximo, mesmo que seja comprando docinhos”. 

Notícias relacionadas

Deixe aqui seu comentário