16/02/2016 por Débora Britto

Artista do DF escreve rap contra o mosquito Aedes Aegypti

O rap tem rimas que falam do mosquito como um grande vilão, algo problemático.

 

A música traz versos que lembram as campanhas contra a doença, a zika e a chikungunya. (Foto: Reprodução/VídeoG1)

A música traz versos que lembram as campanhas contra a doença, a zika e a chikungunya. (Foto: Reprodução/VídeoG1)

Após ter dengue em 2014, o artista Wellington dos Santos, 32, morador de Planaltina, no Distrito Federal escreveu um rap com objetivo de conscientizar a população do combate ao mosquito Aedes Aegypti. A música ‘’Mosquito é um assassino’’ traz versos que lembram as campanhas contra a doença, a zica e a chikungunya.

O rap tem rimas que falam do mosquito como um grande vilão, algo problemático. Também fala da união da população em um momento difícil de combater a um mosquito que está em canto do Brasil.

Segundo o músico, ele ficou internado por 24h no Hospital Regional do Paranoá e apresentou diversos sintomas da doença como febre, dor e fraqueza no corpo. Wellington também lembra dos vários casos constatados em Planaltina.

‘’Foi muito ruim, sensação horrível. Ainda bem que ficou tudo bem. Aqui em Planaltina há diversos focos de dengue. Infelizmente nem a administração nem a Secretaria de Saúde faz alguma coisa. Nunca vi nenhuma mobilização por aqui’, ressaltou.

De acordo com a Secretaria de Saúde, desde o início do ano, 145 casos de dengue foram confirmados em Planaltina. No mesmo períododo ano passado, foram 73. Um registro no aumento de 98,63% dos casos.

Confira a letra do rap

 Minha amiga meu ouvinte, um recado pra você
Agora tome cuidado com Aedes pode crê
Um mosquito pequenino até parece inofensivo
Mas na sua ficha já tem vários homicídios

A cidade tá um caos, acionaram até o Exército
Para combater o mosquito desafeto
É tanta loucura que eu já sei o que fazer
Vou bolar até um rap pra conscientizar você

Se liga meu irmão, fale com seus vizinhos
Vamos destruir todo foco do mosquito
Seja um pneu velho, tampa abandonar
Seja uma latinha esquecida em algum lugar

Sai zika vírus, sai sai zika vírus
Não cruza nosso caminho


Débora Britto
Estudante de Jornalismo e radialista, Débora Britto inciou seu trabalho em comunicação na AM Pitaguary e passou por tantas outras. Em 2006, apresentou o programa Futebol de Salto Alto na extintaTransamérica Hit’s Ceará. Em seguida, o projeto foi para a Cidade AM 860, onde também realizava cobertura da Assembleia Legislativa do Ceará para o programa diário Notícias na Cidade, apresentado por Flávio Moreira. Em paralelo, apresentava o Encontro Tropical, programa musical vinculado a FM Tropical (atual Beach Park FM), emissora que fazia parte do Sistema Cidade de Comunicação. Nesse período, também trabalhou como assessora parlamentar de comunicação. Na rádio FM Expresso (atual FM Expresso SomZoom Sat), comandou o Futebol de Salto Alto por 1 ano. O amor pelo esporte a levou a participar do Programa Café com Bola, onde dividia o comando da atração com Guido Albuquerque. Sua experiência na tv foi com o programa Take, na TV Ceará. Atualmente, além de fazer parte dos quadros no portal de notícias Norteando Você, Débora faz parte da equipa da rádio do legislativo cearense, FM Assembleia e é repórter esportiva do programa Expresso em Pauta, da rádio Expresso SomZomm Sat.

Notícias relacionadas

Comente em “Artista do DF escreve rap contra o mosquito Aedes Aegypti”

Deixe aqui seu comentário