Bem Estar

Dicas Para Aliviar as Crises de TPM

Muitas mulheres se arrepiam só de ouvir falar em TPM, que embora seja algo super comum, e natural, para muitas mulheres, seus sintomas podem ser extremamente desconfortáveis.

Infelizmente, 70% das mulheres precisam lidar com diferentes sintomas da TPM todos os meses, em menor ou maior grau, desde cólicas, dores de cabeça, mal humor, irritação, inchaço, dentre outros.

Geralmente, a TPM surge alguns dias antes do ciclo menstrual, levando muitas mulheres ao máximo grau de estresse mas, felizmente, os sintomas desaparecem com a chegada da menstruação.

O que causa a TPM?

Então, a TPM, na verdade, é o resultado de um enorme desequilíbrio hormonal, principalmente do estrógeno, durante o período que antecede a menstruação.

Sem dúvida, essa oscilação hormonal é a principal responsável pela TPM, com esses hormônios influenciando fisicamente e psicologicamente as mulheres.

E embora a maioria das mulheres sofrem com a TPM, ela não é igual para todo mundo, principalmente, porque toda mulher é única, e essa concentração de hormônios pode aparecer de forma diferente a cada uma.

Por isso, é fundamental se conhecer, justamente, para aprender a lidar com os sintomas, já que a TPM traz com ela oscilações no humor, nas suas atitudes e na sua disposição.

Fatores que intensificam os sintomas

Segundo estudos, o estilo de vida também está associado à TPM, principalmente, quando se investe em uma alimentação errada, pesada, por exemplo, comer muito sal, exagerar, consumir bebida alcoólica.

É importante a mulher aproveitar o ciclo menstrual para ter mais cuidado com sua alimentação e também conhecer melhor o próprio corpo.

É preciso evitar exagerar no consumo de café, refrigerante, açúcar, comida condimentada, gordurosa, sal e tabagismo.

Na verdade, é preciso considerar que a TPM traz com ela o resultado de todos os excessos cometidos, ou desajustes da mulher durante o mês. Ou seja, a TPM vem como uma resposta ao estilo de vida de cada mulher.

Vale saber que até mesmo o estresse do dia a dia e as angústias, em geral, podem ter um grande peso sobre os sintomas, acentuando as crises de TPM.

Lembrando que, muitas vezes, a própria ansiedade ou preocupações do dia a dia acabam fazendo com que se coma mais nesse período.

Enfim, quem sofre com crises de humor na TPM, por exemplo, relata que é possível, em um mesmo dia, em questão de horas, se ir do céu ao inferno, sair de uma extrema felicidade para uma tristeza e/ou irritação profunda, e isso em poucas horas.

Dicas para aliviar a TPM

Ok, você sabe que a TPM faz parte de um ciclo natural do corpo de toda mulher, mas o que muita gente ainda não se deu conta é que é possível atenuar seus sintomas.

Nesse sentido, não tem como não falar na importância de uma boa alimentação, consumindo muita água, chás, comidas leves, como frutas, verduras, proteínas, carboidratos integrais, e se você fazer o uso de algum produto natural como o Ginsoy juntamente com uma boa alimentação, os sintomas de sua TPM irá aliviar muito.

Vale considerar que tempos atrás as mulheres se cuidavam com chás, com uma boa alimentação, e mais, não ingeriam tantos alimentos industrializados, processados, por isso, hoje há uma exacerbação dos sintomas.

E, claro, não dá para falar do impacto de um bom estilo de vida sobre a TPM sem falar na prática constante de exercícios, que libera endorfina, responsável pela sensação de bem-estar, além de ajudar a acalmar e aliviar dores.

Mas, é preciso ter em mente que a prática de exercícios físicos é fundamental não apenas no período de TPM, mas durante o mês inteiro.

Mas, no entanto, em casos de sintomas mais severos, quando as dores ainda mais intensas, o tratamento medicamentoso pode ser a melhor solução, certamente, devidamente prescrito pelo médico.

 

Impotência Sexual

8 Alimentos eficazes para aumentar a libido

Embora não possamos deixar tudo para fazer dieta, quando falamos em aumentar o desejo sexual, a comida tem muito a dizer.

E é que, embora um copo de vinho possa nos ajudar a “quebrar o gelo”, mais de dois, poderia arruinar uma noite romântica.

Hoje em dia já existe remedio para aumentar o desejo feminino em farmacia que é muito eficaz e está ajudando milhares de mulheres que sofrem com a falta de libido, mas e você não tem condições de comprar esse medicamentos, as dicas abaixo irão lhe ajudar muito.

Morangos e framboesas

Consumir as pequenas sementes dessas frutas é excelente para a sua libido, porque são ricas em zinco . Este mineral pode ajudar a manter o desejo sexual em grande estilo.

  • Prepare morangos com suco de laranja para a sobremesa para um almoço ou jantar especial, além de leve e nutritivo, pode ser ideal para comemorar um aniversário em casal.

Frutos secos

Esses alimentos contêm propriedades que melhoram significativamente o desempenho sexual graças à sua contribuição em minerais como zinco e magnésio.

  • É o suficiente com um punhado de frutas secas por dia (nozes, amendoins ou amêndoas) para que, caso seu corpo seja sensível ao seu efeito, você poderá apreciar certas melhorias em sua vida sexual.

Abacate

Uma vitamina que afeta decisivamente nosso apetite sexual é a vitamina E , que é até conhecida como “vitamina do sexo”. Este micronutriente é encontrado em quantidades consideráveis ​​no abacate .

  • A salada de quinoa com abacate ou uma pizza com pedaços de abacate por cima pode ser tão saudável quanto as opções originais que cuidam da sua saúde sexual.

Melancia

Cientistas da Universidade do Texas (EUA) afirmam que a melancia possui propriedades afrodisíacas devido à citrulina presente em sua casca. Quando ingerido, o corpo o converte em um aminoácido chamado arginina, que estimula a produção de óxido nítrico e relaxa os vasos sanguíneos de maneira semelhante às substâncias sintéticas como o viagra .

  • Você pode tomá-lo como está ou preparar um rico gaspacho de melancia, basta adicionar cerca de 500 g de melancia ao seu gaspacho habitual.

Ginseng

Os efeitos dessa raiz, diferentemente do chocolate ou do vinho, ocorrem no nível fisiológico, nos órgãos que intervêm no ato sexual, e não no nível do cérebro. Isto é afirmado em um estudo da Universidade de Guelph (Canadá).

  • Sua ingestão leva a uma melhora na qualidade da ereção, alterações hormonais, aumento do fluxo sanguíneo e relaxamento do músculo liso cavernoso.

Ematoma

A falta de desejo sexual pode estar associada a um humor mais baixo e uma diminuição notável de energia. Nesses casos, a maca pode ajudar a melhorar a vitalidade e o desejo.

  • Você pode comprá-lo em herbalistas , onde é vendido em pó e cápsulas. Obviamente, antes de fazê-lo, recomendamos que você consulte um especialista para estabelecer a dose apropriada em cada caso.

Açafrão

Em 2011, a Universidade de Guelph, no Canadá, realizou um estudo publicado pelo Journal of the Canadian Institute of Food Science and Technology. Nesse trabalho, os cientistas encontraram evidências conclusivas da capacidade do açafrão de aumentar o apetite sexual.

  • A substância responsável por esses efeitos é a crocina , um elemento presente no açafrão capaz de melhorar a disfunção erétil.

Ostras

Embora seja um dos alimentos que a maioria das pessoas associa ao despertar da atividade sexual, a verdade é que não há estudos conclusivos sobre o assunto. No entanto, seu alto teor de zinco poderia ajudar a corrigir qualquer deficiência que pudesse dificultar a excitação.

  • Do ponto de vista psicológico, sua aparência semelhante ao órgão sexual feminino poderia estimular a imaginação e, finalmente, o desejo.
Queima de Gordura

As melhores dicas de perda de peso que você já ouviu

Fazer mudanças sérias no seu estilo e hábitos alimentares não é fácil para você? Seja uma pequena mudança ou uma grande mudança, essas dicas ajudarão você a colocá-las em prática.

As dicas mais eficazes de emagrecimento

Independentemente de você seguir uma dieta completamente nova, decidir dormir oito horas por dia ou desistir de estimulantes, qualquer tentativa de mudar e desenvolver hábitos completamente novos não é fácil. O mesmo se aplica à perda de peso.

Quando você tenta se livrar do excesso de peso, muitas vezes se resume ao ponto culminante das escolhas diárias que fazemos. Todos sabemos que esses hábitos são os mais difíceis de mudar e implementá-los permanentemente. Siga estas dicas e mude seus hábitos para sempre.

Recomendado: Se você deseja emagrecer de forma mais rápida, eu recomendo que faça uso de um suplemento emagrecedor, e o Sibutramin é melhor que qualquer outro produto para emagrecer de forma rápida e 100% natural.

Não preste atenção nos comentários de outras pessoas

Quando você decide fazer alterações na sua nutrição, costuma mencioná-la aos seus amigos. Infelizmente, as pessoas sempre comentam seus esforços, algumas delas querem ficar do lado de especialistas, dando conselhos sobre treinamento e alimentação saudável.

Geralmente seus entes queridos têm boas intenções. Eles provavelmente lhe dirão que você precisa comer porções maiores que realmente não precisa perder peso. É realmente difícil manter suas decisões quando você ouve outras opiniões de amigos e familiares.

Lembre-se de que essa não é a escolha deles, você decide se come a sobremesa hoje ou dedica tempo ao treinamento desistindo de tomar uma cerveja.

Se você seguiu um caminho, defina uma meta e persiga-a sem prestar atenção nos comentários de outras pessoas.

Faça a pesquisa e encontre um especialista em quem confie

Talvez não seja uma boa ideia ouvir entes queridos que não estão familiarizados com dieta e treinamento. No entanto, se você mudar seus hábitos alimentares, deve consultar alguém que tenha conhecimento do assunto e ajudá-lo a tomar as medidas apropriadas.

Encontre motivação interna

Sua perda de peso não deve depender de mais ninguém. Lembre-se, você quer perder peso e gostaria de gostar primeiro de tudo. A motivação interna dura mais tempo e permite consolidar permanentemente novos hábitos. Concentre-se em você, seus objetivos e suas resoluções.

Mantenha um diário de nutrição e treinamento

Ao manter um diário de nutrição e treinamento, será mais fácil monitorar seu progresso. Graças a isso, você controla quanto comeu hoje, que treinamento e com que carga fez.

Impotência Sexual

5 alimentos que estimulam a libido das mulheres

Segundo a pesquisadora Meredith Chivers , do Rainha ‘s University , para manter relações sexuais é essencial para estimular os cérebros de mulheres.

No entanto, existem alimentos que funcionam muito bem como afrodisíacos no caso das mulheres, de acordo com Jennifer Landa , médica chefe do centro americano BodyLogicMD.

Os alimentos abaixo é para mulheres que está com baixa libido, agora se a mulher não está conseguindo ter orgasmo é recomendado que ela aprenda as técnicas de pompoarismo, isso ajuda muito a voltar a ter orgasmos intensos, caso você não saiba o que é, e como fazer, hoje em dia no mercado existe curso de pompoarismo que ensina o passo a passo como fazer de maneira correta.

Aproveite mais!

1. Chiles. Segundo Landa , a capsaicina contida nos chili peppers é um produto químico que aumenta a circulação . Também estimula as terminações nervosas que contribuem para a excitação , por isso é recomendável comer uma refeição que contenha esse alimento antes de ir para a cama com seu parceiro .

2. ovos. Os ovos são uma fonte confiável de L-arginina, um aminoácido que eleva a produção de óxido nítrico que tem um efeito dilatador nos vasos sanguíneos quando atua nas enzimas do seu corpo. Huchos de fármacos utilizados para tratar a impotência e trabalho hipertensão por aumentar os níveis de este óxido.

3. chocolate amargo. Seu alto teor de feniletilamina ajuda a liberar endorfinas e estimulantes naturais do humor da serotonina . Landa aconselha a compra desses tipos de chocolate amargo que possuem pelo menos 65% de cacau.

4. Abacate. O abacate é uma rica fonte de vitamina E, que ajuda o corpo na produção de hormônios como estrogênio , testosterona e progesterona . Esses hormônios circulam no sangue e estimulam as respostas sexuais, como inchaço do clitóris e lubrificação vaginal, acrescenta o especialista.

5. Pêssegos. Eles são capazes de aumentar o desejo sexual , pois contêm altos níveis de vitamina C, o que permite melhorar a contagem de espermatozoides e reduzir sua aglutinação.

Algumas recomendações …

1. Noz-moscada. Aumenta o desejo nas mulheres, especialmente quando começa a envelhecer e percebe os primeiros sintomas da menopausa. Eles simplesmente recomendam tomar um pouco de pó de noz-moscada com um pouco de mel por 20 dias.

2. Geleia real. É considerado pelos nossos antepassados ​​como um estimulador natural do sexo e um ingrediente ideal para aumentar o desejo nas mulheres.

Impotência Sexual

Eu nunca sinto vontade de fazer amor, por quê?

Há momentos na vida em que você pode ser mais ou menos sexualmente ativo . Ou seja, há períodos em que você pode ter a libido mais alta e outros em que sente vontade de fazer sexo. Isso é algo normal que acontece com todos nós. No entanto, pode acontecer que você esteja sentindo há muito tempo que não tem apetite sexual e que, por mais que se force, seu desejo ou desejo de estar com seu parceiro não nasce.

Nesses casos, é importante refletir um pouco sobre o nosso presente para que, dessa forma, possamos fazer as mudanças relevantes e gozar plenamente da vida sexual. Neste artigo on-line de psicologia, responderemos à sua pergunta “Por que você nunca quer fazer amor?”, Descobriremos as causas mais comuns, mas também as soluções que podem ser realizadas.

Causas que você nunca quer fazer amor

Para entender por que você nunca quer fazer amor, é importante pararmos nas causas mais comuns dessa falta de apetite. Você deve saber que elas podem ser razões de origem psicológica e razões puramente físicas; portanto, é essencial tentar entender qual é a causa e, portanto, podemos lidar com o problema raiz. As causas mais comuns são as seguintes.

Problemas de relacionamento

É uma das causas mais comuns de problemas na cama. E pode ser que, ultimamente, você esteja tendo um mau momento, esteja mais distante ou não reserve noites para ficar e aproveitar juntos. Além disso, se você está com seu parceiro há muito tempo, também pode estar entediado com a rotina sexual e a monotonia. Portanto, é essencial que, em primeiro lugar, avalie seu relacionamento para ver se é aí que está o problema.

Estresse e ansiedade

É uma das razões mais frequentes que podem levar uma pessoa a não querer fazer amor com seu parceiro. De fato, viver com níveis muito altos de estresse pode afetar muito sua vida cotidiana: afetará seu humor, sono, energia, fome e assim por diante. Um sistema nervoso alterado pode alterar todo o seu biorritmo e, é claro, afetar seu desejo sexual. Neste outro artigo, descobrimos os efeitos do estresse no corpo para que você saiba o quanto isso pode afetá-lo.

Abuso de álcool e / ou drogas

Se durante a sua vida você abusou de substâncias tóxicas como álcool e drogas, é normal que sua libido sexual seja alterada. Para desfrutar de uma saúde sexual completa e satisfatória, recomenda-se apostar em hábitos de vida saudáveis, como comer bem, praticar esportes e viver sem estresse. Todos esses fatores ajudarão você a se sentir melhor e, portanto, que sua sexualidade acorde. Não devemos esquecer que os medicamentos são altamente depressivos e, portanto, produzem um efeito muito prejudicial à sua saúde sexual e também à sua saúde em geral.

Experiências sexuais traumáticas

Muitas vezes, uma pessoa não sente desejo sexual porque não teve boas experiências na cama. Pode ser que você tenha sofrido abuso ou maus-tratos ou, simplesmente, que tenha tido experiências sexuais insatisfatórias ou com as quais não tenha se sentido 100% à vontade.

Nesses casos, geralmente é aconselhável fazer uma terapia psicológica que nos ajude a curar essa experiência ruim. Além disso, você pode ajudar-se com um casal com quem sente cumplicidade e confiança ao tentar se sentar na cama.

Transtorno por Desejo Sexual Hipoativo (TDSH)

O Transtorno de Desejo Sexual Hipoativo é um distúrbio que afeta o desejo sexual e ocorre em mulheres e homens. É um distúrbio psicológico que pode afetar profundamente a vida da pessoa que sofre dele. Ou seja, para ser diagnosticado com esse distúrbio, não basta que você não sinta vontade de fazer amor, mas também que esse distúrbio está afetando você psiquicamente e psicologicamente. Se você se sente bem e calmo, sem fazer sexo, não sofre de TDSH.

Problemas de saúde

Outra das possíveis causas pelas quais você nunca deseja fazer amor deve ser procurada no sofrimento de doenças que afetam nossa libido. Os que mais podem alterar o apetite sexual são:

  • Distúrbios da tireóide
  • Sofre de diabetes
  • Doenças relacionadas à saúde cardiovascular
  • DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis)
  • Câncer

A idade da pessoa em questão também deve ser levada em consideração. Mulheres com mais de 45 anos podem ver sua libido diminuir devido ao estado pré-menopausa em que se encontram. Neste outro artigo, descobrimos os sintomas emocionais da menopausa.

O que faço se não tiver vontade de fazer sexo?

Agora que você sabe por que nunca sente vontade de fazer amor, é importante que comece a remediar essa situação. Acima de tudo, no caso de você estar em um relacionamento, será essencial que você tente melhorar essa falta de apetite, pois isso pode afetar bastante o casal.

Lembre-se de que o relacionamento mais apaixonado, o contato mais íntimo e a conexão mais selvagem fazem parte da cama; sem ele, no final, seu relacionamento será mais parecido com o de uma família ou de amigos do que com um casal. E isso é algo a evitar.

Lembre-se: você deve ter em mente que ninguém pode ser sempre 100%. Há momentos em nossa vida em que podemos sentir menos desejo sexual. Mas, se essa situação se prolongar, é importante que você tome uma providência e não deixe passar. É uma questão muito importante que deve ser resolvida o mais rápido possível para evitar confusão.

Aqui vamos dar algumas dicas para que você possa recuperar o desejo de fazer sexo:

  • Masturbar : é uma das primeiras dicas para ativar sua libido. Você precisa reservar momentos para si mesmo, para sua intimidade e para seu puro prazer. Dessa forma, você será capaz de reativar seu apetite sexual e que, pouco a pouco, a libido irá disparar com mais regularidade. Portanto, trate-o como um tratamento e se masturbe 3 vezes por semana. Com esta prática simples, você poderá reservar um momento do dia para si mesmo, para sua diversão e para seu corpo sentir o desejo de fazer sexo novamente.
  • Passe mais tempo com seu parceiro: muitas vezes, os problemas sexuais do casal não ocorrem apenas por causa de um, mas, na grande maioria das vezes, isso acontece porque entre os dois algo aconteceu. Pode ser que você tenha tido uma corrida ruim, tenha se afastado, etc., por isso é importante se reconectar com seu parceiro e viver noites românticas e íntimas. Assim, você será capaz de fortalecer os laços de intimidade e poderá ativar sua libido.
  • Evite a rotina: uma das principais razões pelas quais o desejo de fazer amor com o casal desaparece é que cada encontro sexual é igual ao anterior. Sexo é paixão, conexão, entusiasmo e, portanto, você deve evitar repetir padrões e torná-lo monótono. É por esse motivo que é altamente recomendável ousar experimentar coisas novas com seu parceiro: jogos sexuais, brinquedos, fazer sexo em espaços diferentes … Converse com seu parceiro e, portanto, cada vez que ele será um dos dois que virão Com uma nova ideia muito picante e muito engraçada.
  • Converse com seu parceiro: e, finalmente, queremos destacar a necessidade de conversar e se comunicar com seu parceiro. Se você tem problemas na cama, o problema é uma questão de dois e, portanto, são vocês dois que precisam tentar resolvê-lo. Não perca este tópico e dê a importância que ele tem, porque é muito!

Este artigo é meramente informativo, no Psychology-Online não temos poder para fazer um diagnóstico ou recomendar um tratamento. Convidamos você a ir a um psicólogo para discutir seu caso particular.

Queima de Gordura

É Possível Acelerar o seu Metabolismo?

Seu metabolismo é o processo que seu corpo usa para produzir e queimar energia dos alimentos. Você depende do seu metabolismo para respirar, pensar, digerir, circular sangue, manter-se quente quando está frio e manter-se fresco quando está quente.

É uma crença comum que acelerar o metabolismo ajuda a queimar mais calorias e aumentar a perda de peso. Infelizmente, existem mais mitos sobre como acelerar o metabolismo do que táticas que realmente funcionam. Alguns mitos podem até ser contraproducentes. Se você acha que está queimando mais calorias do que realmente queima, pode acabar comendo mais do que deveria.

Uma dica extra para quem deseja queira gordura e emagrecer de forma rápida é fazer o uso do Lift Cha juntamente com uma boa alimentação e exercícios físicos, isso ajuda você conseguir uma perda de peso rápida e definitiva.

Abaixo estão 6 mitos e suas realidades sobre o metabolismo:

Mito 1: O exercício acelera seu metabolismo muito tempo depois de terminar.

É verdade que você queima mais calorias ao se exercitar , principalmente quando aumenta sua frequência cardíaca com atividades como andar de bicicleta ou nadar.

Este aumento no uso de calorias continua durante o exercício. Você pode continuar queimando calorias adicionais aproximadamente uma hora após o exercício, mas os efeitos posteriores do exercício terminam aí. Quando você para de se mover, seu metabolismo volta ao ritmo que você tem quando está em repouso.

Se você ficar cheio de calorias após um exercício, acreditando que seu corpo continuará a queimar calorias pelo resto do dia, você corre o risco de ganhar peso.

O que fazer: Exercite-se para cuidar de sua saúde e recarregue-se com alimentos saudáveis. NÃO permita que o exercício lhe dê uma desculpa para exagerar ao comer alimentos e bebidas que contêm muitas calorias.

Mito 2: Aumentar a massa muscular ajudará você a perder peso.

Músculo queima mais calorias que gordura. Então, construir mais músculos estimulará seu metabolismo ou não? Sim, mas apenas em pequena medida. A maioria das pessoas que se exercita regularmente ganha apenas alguns quilos de músculo. Isso não é suficiente para fazer uma grande diferença na quantidade de calorias que você queima. Além disso, quando não são usados ​​ativamente, os músculos queimam muito poucas calorias. Na maioria das vezes, seu cérebro, coração, rins, fígado e pulmões representam a maior parte do seu metabolismo.

O que fazer: levante pesos para obter músculos e ossos mais fortes. Incorpore o treinamento de força como parte de um programa de exercícios completo que inclui atividades que fazem seu coração bater. Para evitar a recuperação de peso extra, você também precisará consumir uma dieta menor, saudável e apropriada.

Mito 3: Comer certos alimentos pode acelerar seu metabolismo.

Comer alimentos como chá verde, cafeína e pimenta (pimentão) não ajudará a perder excesso de peso. Alguns desses alimentos podem dar um pequeno impulso ao seu metabolismo, mas não o suficiente para fazer a diferença no seu peso.

O que fazer: Escolha sua comida pelo seu bom valor nutritivo e sabor. Coma uma variedade de alimentos saudáveis ​​que o satisfarão sem engordar .

Mito 4: Fazer pequenas refeições durante o dia acelera seu metabolismo.

Infelizmente, existem poucas evidências científicas para indicar que fazer refeições pequenas e frequentes irá acelerar seu metabolismo.

Distribuir suas refeições ao longo do dia pode impedir que você fique com muita fome e, consequentemente, coma demais. Se for esse o caso, é uma boa ideia fazê-lo. Os atletas têm melhor desempenho quando comem mais frequentemente em pequenas quantidades. Se você é uma daquelas pessoas que têm dificuldade em parar depois de começar a comer, fazer três refeições por dia pode facilitar a manutenção de uma ingestão adequada em vez de comer uma grande quantidade de lanches.

O que fazer: Preste atenção aos sinais que seu corpo lhe dá quando você estiver com fome e coma quando for o caso. Mantenha-se atualizado sobre sua dieta diária e limite os lanches com muito açúcar e gordura.

Mito 5: Dormir bem à noite é bom para o seu metabolismo.

Uma boa noite de sono não acelera o metabolismo, mas não dormir pode levar ao ganho de peso. Pessoas que não dormem o suficiente tendem a consumir mais calorias do que precisam, talvez para lidar com a sensação de cansaço.

O que fazer: Organize sua vida para que você tenha tempo suficiente para dormir. Se você tiver problemas para dormir, procure maneiras de relaxar antes de ir para a cama e prepare seu quarto para ficar confortável para dormir. Converse com seu médico se dicas de cuidados pessoais para melhorar o sono não ajudarem.

Mito 6: Você vai ganhar peso à medida que envelhece, porque seu metabolismo diminui.

Embora seja verdade que nosso metabolismo é mais lento do que quando éramos jovens, grande parte do ganho de peso que ocorre na meia-idade ocorre porque nos tornamos menos ativos. Empregos e família fazem o exercício ir para segundo plano. Não nos movemos muito, perdemos músculos e engordamos.

À medida que envelhece, você também pode ter problemas para regular o tamanho de suas refeições. Após uma grande refeição, os jovens tendem a comer quantidades menores até que seus corpos usem calorias. Esse controle natural do apetite parece desaparecer à medida que as pessoas envelhecem. A menos que você preste muita atenção, refeições grandes podem se acumular rapidamente.

O que fazer: À medida que envelhece, é importante fazer dos exercícios uma parte regular de cada dia. Ao permanecer ativo e comer pequenas porções de alimentos saudáveis, você pode evitar ganhar peso com a idade.

Saúde Mental

Redes sociais: amigos e inimigos da saúde mental

A primeira vez que encontrei informações sobre o que fazer se quisesse me machucar fisicamente, aos 15 anos e entrei no que chamaria mais tarde de meu “primeiro episódio depressivo” mais ou menos errado, estava na Internet.

Quando descobri que o que provavelmente estava acontecendo comigo fazia sentido , que o conglomerado de “sintomas” se relacionava e que havia causas por trás, finalmente pude encontrar uma comunidade relacionada de pessoas que entendiam o que eu sentia e se aconselharam. os outros sobre como viver com isso, superá-lo ou o que quer que tenhamos tentado no “Tumblr”.

Eu assumi que havia sofrido bullying (ou, como eu prefiro chamar, maus-tratos por meus colegas de escola) lendo um post de uma garota que eu começara a seguir em um fórum de leitura.

E, se não fosse por esse motivo , não sei quando teria começado a perceber que esse evento prolongado e mais ou menos traumático afetara minha saúde mental na adolescência e tinha muito mais a ver com meu medo de pessoas da minha idade. e minha baixa auto-estima do que meu primeiro psicólogo, que foi fantástico em muitos aspectos, mas não me permitiu “falar sobre o passado” em seu escritório, estava disposto a admitir a mim mesmo.

Quando um homem muito mais velho tentou me estuprar uma noite, voltando para casa sozinho e bêbado, e meu ex-namorado me aconselhou ao telefone a aprender autodefesa porque “eu não podia permitir que essas coisas continuassem acontecendo comigo” (é um conselho útil, eu admito, mas não o primeiro que daria a uma garota chorosa e assustada que acabou de viver a história); Foram dezenas, até centenas de conhecidos e desconhecidos através do Twitter, que me apoiaram e me fizeram sentir menos sozinho quando contei através dessa rede social na manhã seguinte.

A primeira garota que eu realmente gostei , das pessoas que mais me ajudaram ao passar pelo “primeiro episódio depressivo” mencionado anteriormente, eu a conheci na Internet.

Eu tinha vergonha de gostar de garotas , me sentia suja quando fantasiava sexualmente com elas e imaginava meu futuro romântico ao lado de um homem (nem cheguei nem perto de supor que eu não apenas gostava de garotas, mas que só gostava delas. )

Eu não conhecia mais garotas que também gostavam mais de garotas do que de longe, e ouvi como elas sussurravam sobre elas, e a Internet também era a única maneira de começar a assistir séries e filmes estrelados (ou nos quais pelo menos eles apareciam). ) casais de meninas que compensariam em maior ou menor grau a bagagem cultural muito pesada de conteúdo puramente heterossexual que todas as pessoas nascidas e criadas nesta sociedade arrastam conosco.

Quando fui a manifestações ou qualquer outro evento público, fui atingido por pensamentos paranoicos e provocou ataques de ansiedade, e ainda hoje em dias em que sei que o que pretendo dizer não interessa “companheiras” feministas com quem eu toco em grupos e em conjunto para o qual trabalho diariamente para mudar alguma coisa, mas que não conhece em primeira mão o estigma e o abuso de “ser louco” (é o que eles nos chamam) nessa sociedade, o Twitter era a única maneira de disseminar meus ideais e o único meios de conexão com outras pessoas que os compartilharam.

O Twitter foi o começo de tudo , e se não fosse pelo Twitter, eu não saberia metade do que sei agora; porque, no Twitter, você recebe artigos, documentários e recomendações de livros, os mesmos livros que nos custam muito para ler para muitos dos que vivem com as conhecidas “doenças mentais”, mas que eu tentei e tentei começar apesar de tudo.

Nem eu jamais teria vindo, se não fosse o Twitter, confiar em mim o suficiente e criar laços de apoio mútuo fortes o suficiente para começar a participar da luta nas ruas também. Para criar, entre em grupos feministas e dedique horas e energias ao projeto comum de libertação das mulheres.

REDES SOCIAIS: UM SALVA-VIDAS PARA OS “LOUCOS”

O que é essa série de eventos desconexos e altamente pessoais? Bem, lembre-se, porque sim, elas estão conectadas: conectadas pelo fio da presença de redes sociais na minha adolescência , sua influência na minha saúde mental e sua relação com o meu status de jovem.

Porque a maioria das críticas que li nas redes sociais são escritas por homens, homens adultos. Porque li que eles são perigosos, que são viciantes, e eu não poderia concordar mais. Mas só me pergunto como você deveria ter o privilégio de não ter criado um lar para uma comunidade virtual , um amigo de um estranho com um perfil na mesma página que você, uma trincheira de um blog para publicar seus próprios artigos (e os de outros, às vezes até traduzindo-os de outros idiomas) sobre o que realmente comove você.

E é esse isolamento e solidão que envolve ser uma adolescente , mais especificamente uma adolescente que não é heterossexual, que sofre ou sofreu abuso ou abuso e está passando por uma doença psíquica (com a qual ela pode acabar morando para sempre , ou quase, se se tornar crônico), esses senhores nunca falam.

Porque as páginas que promovem conteúdo altamente perigoso para qualquer garota que esteja à beira ou sofra diretamente de um distúrbio alimentar como bulimia ou anorexia são bem conhecidas; porque as fotos divulgadas pelas redes sociais de autolesões sob a forma de cortes feitos no próprio corpo são bem conhecidas.

Mas os fóruns que nos fornecem informações e ajuda não são tão conhecidos , as comunidades “loucas” que aconselhamos através de qualquer rede social quando a terapia ou a medicação não funcionam.

Ou quando o atendimento psicológico ou psiquiátrico particular estiver inacessível e for necessário usar um sistema público de saúde mental cujos profissionais possam ajudá-lo apenas entre períodos de tempo muito longos devido à falta de pessoal e investimentos.

É claro para mim que a Internet é uma mina de perigos e, principalmente, na idade adolescente, mas não muito mais do que qualquer campo (o da vida cotidiana, cara a cara) da interação social em que nos expomos ao julgamento e influência de descansar.

E a Internet também nos oferece oportunidades para todos aqueles a quem o “mundo real” nos falhou ; para aqueles que fracassam todos os dias e para aqueles que continuarão fracassando enquanto não se adaptar às nossas “necessidades especiais” como “doentes mentais”, negam sistematicamente os eventos traumáticos que sofremos justamente porque somos mulheres ou ocultamos a diversidade sexual existente, por exemplo.